Cemitério de Itapuã encontra dificuldade para atender a população

Redação

Além da tristeza com a morte de um ente querido, a agonia pela dificuldade em dar uma despedida digna a quem já se foi. Essa é a situação de muitas famílias na capital baiana que necessitam dos cemitérios públicos de Salvador. Em Itapuã a situação não é diferente, a maioria dos moradores são muitas vezes forçados a realizarem o enterro dos seus entes queridos em municípios vizinhos como Lauro de Freitas.

Em 2013 foi divulgado pela Semop (confira aqui) que havia uma verba de R$ 200 mil através de um TAC para recuperar alguns cemitérios na cidade, ou seja, o cemitério de Itapuã estaria incluído. Porém, após um ano, o local permanece em estado crítico.

 

Next Post

Panca as Caixa: evento reúne grupos Soteropolitanos para fomentar o Rap em Itapuã

No último final de semana (15) aconteceu o Panca as Caixa, primeiro evento produzido por Caíque Ventura -membro do Grupo Raro Efeito-, Victor Godoi e Junior Goliz, realizado no espaço Chabisc, em Itapuã. A ideia surgiu pela ausência de eventos de rap no famoso bairro da orla de Salvador, além de ser uma oportunidade para reunir […]