A Sereia também merece uma casa nova

Saulo Miguez

Itapuã está órfão de um dos seus maiores símbolos. Mais do que uma atração turística, a Sereia se transformou em uma espécie de madrinha do bairro.

A constante exposição ao salitre e os atos de vandalismo que, infelizmente, ainda são comuns nas obras públicas, deterioram a estrutura do monumento descaracterizando-o quase que por completo. Fato, inclusive, pontuado na publicação A prima pobre, do comunicador Eric Pereira. A Sereia, então, foi removida do seu altar para passar por reparos e voltar bela ao seu posto.

 

Foto: Saulo Miguez/ Monumento a Clériston Andrade

 

Tal qual aconteceu com a atração itapuãzeira, o monumento ao ex-prefeito de Salvador, Clériston Andrade, também precisou dos seus reparos. Localizado na Avenida Garibaldi, um incêndio danificou consideravelmente a instalação transformando em cinzas o que antes era uma obra de arte.

Hoje, não só o monumento foi completamente restaurado como o seu entorno foi também revitalizado. Pista de Cooper, paisagismo e uma academia ao ar livre são algumas das contribuições que a área ganhou.

A reforma da orla marítima de Itapuã segue a passos largos. Ao que tudo indica, em breve teremos a entrega da obra com todos os seus benefícios prometidos. Os moradores do bairro esperam ansiosos o retorno da sua madrinha e torcem para que de fato a sua nova casa seja condizente com os serviços por ela prestados.

Next Post

Jovem Itapuãzeiro é campeão mundial de natação

O nadador baiano Cauã Vinícius Oliveira, 16 anos, conquistou medalha de ouro no Mundial de Natação Escolar, disputado na cidade de Poznan, na Polônia. Realizado entre os dias 16 e 20 de abril, campeonato que garantiu ao atleta baiano a primeira colocação nos 50 metros nado borboleta, e prata no […]