Alunos do Colégio Rotary participam de festival interdisciplinar em Itapuã

DSC_0884O Colégio Estadual Rotary promoveu entre os dias 6 e 8 de agosto para os seus alunos, o Festival de Desporto e Cultura (Fedescult). O projeto interdisciplinar, idealizado pelo professor Wolfrand, proporciona tanto para os participantes, quanto para os professores, muito conhecimento adquirido, em um ambiente totalmente descontraído.

O evento reuniu cerca de 950 alunos dos turnos matutino e vespertino, que disputaram entre si. Cada turma representou um país, trazendo  temas que envolviam as disciplinas de geografia, história, artes, e estatísticas em matemática. “Inicialmente a ideia era fazer apenas um campeonato de futebol, mas devido ao sucesso, os professores abraçaram o projeto. Todos os trabalhos desenvolvidos foram avaliados pelos professores responsáveis por determinada disciplina”, comentou a vice-diretora do turno matutino e professora, Simone Fraga.

As disputas são intercaladas entre apresentações com dança e trajes típicos do país representado – com roupas e música escolhidas pelos próprios alunos –  além dos jogos de futebol de salão masculino e feminino.

A professora conta ainda, que cada sala elege uma menina e um menino para representar no desfile para ser a miss e o mister. “Organizamos uma comissão julgadora. Os escolhidos por cada sala desfilam, e a comissão fica responsável pelas anotações. Ao final, fazemos uma premiação simbólica para quem ganhar”, explica.

Sobre o envolvimento dos alunos, ela destaca que todos ficam muito empolgados e que essa inciativa colabora para integração entre eles. “É legal porque eles interagem entre si. Os alunos ficam muito empolgados, fazem até camisas e  torcida organizada.  Além  do conhecimento adquirido de determinados países. Temos muito a lucrar com esses eventos,  pois agrega valor para todos”, completa Simone.

Fonte: Itapuã City

Next Post

Em sua 7ª edição, Viva o Abaeté incentiva comunidade a redescobrir Itapuã

Criado no final de 2013, o projeto “Viva o Abaeté” já colhe bons frutos. De acordo com o coordenador da Casa da Música e idealizador do encontro, Amadeu Alves, a proposta incentiva a comunidade a se apropriar dos espaços públicos do bairro. “Mesmo com os problemas, conseguimos levar as pessoas, […]