Barraqueiros param orla com protesto nesta manhã

protesto-piata
Foto: Alex Max (Instagram)

A prefeitura de Salvador iniciou nesta segunda-feira (2) a Operação Verão 2013, que pretende realizar uma série de intervenções de ordenamento da faixa de areia das praias da capital, como limpeza urbana, retirada de construções irregulares e de pessoas que moram nestes ambientes.

Por conta da retirada, os proprietários de barracas que ficam instaladas na orla fazem protesto nesta manhã na avenida Octávio Mangabeira, nas proximidades da casa de show Bali Beach, deixando o trânsito lento.

Também a partir desta segunda começam as medições e preparativos para instalação das 200 tendas removíveis, que substituem as antigas barracas, demolidas em 2010. O novo ordenamento, segundo o jornal A Tarde, prevê ainda o uso de kits que contam com 40 cadeiras, 20 banquetas e 20 guarda-sóis.

Os barraqueiros tiveram até a noite deste domingo (1º) para retirar os velhos equipamentos da areia das praias. A expectativa da prefeitura é de que, no início de janeiro, os 65 km entre as praias de São Tomé de Paripe e Ipitanga estejam organizados. Enquanto o planejamento começa a ser executado, representantes de barraqueiros, ambulantes, baianas, banhistas e setor do turismo estão apreensivos em relação às mudanças propostas.

Entre as preocupações apontadas, estão o limite de vagas para barraqueiros (antes eram cerca de 540) e ambulantes, a decisão judicial que proíbe baianas de produzirem o acarajé na areia da praia e o espaço destinado a banhistas e desportistas. Segundo a secretária municipal da Ordem Pública, Rosemma Maluf, o novo ordenamento proporcionará uma utilização mais democrática do espaço público. “Vai haver uma distância entre uma tenda e outra de, em média, 15 a 20 metros. Desta forma, o público que não quiser utilizar a estrutura das tendas também terá espaço”, pontua.

Next Post

Motoristas não respeitam sinalização e prejudicam trânsito na sereia

O trânsito no cruzamento entre as avenidas Aristides Milton e Dorival Caymmi, que fica na região da sereia de Itapuã, está cada vez mais complicado, não só para os motoristas que trafegam pelo local, mas também para os pedestres que tem dificuldade de atravessar as vias. O motivo do transtorno […]