Carteado à beira mar

coluna-pense-nisso

Itapuã tem os seus atrativos: belas praias, muitas lendas, pontos turísticos. É um bairro recheado de histórias e que tem a sua rotina conhecida por muitos graças às canções de Caymmi e Vinícius. Há ainda aqueles momentos que fazem parte da história local, contudo, não foram ainda registrados em verso.

Aos olhos sempre atentos da Sereia, se concentra um grupo de senhores para protagonizarem um desses momentos. Ali, à beira do mar, se dividem em grupos de quatro, ocupam mesas e iniciam acirradas – porém, amistosas – partidas de baralho e dominó. Longe do glamour e das grandes quantias que as mesas profissionais oferecem, mas, ao sabor da brisa e barulho do mar que dinheiro nenhum é capaz de comprar, essas pessoas se dão ao prazer de se divertirem e gozarem da vida enquanto ganham uma mão do jogo.

Em determinados momentos quem passa pela calçada pode ouvir um som indistinguível que mistura o barulho do mar, o atrito das peças de dominó vibrando nas mesas e o falar incansável dos jogadores. Apesar desta avalanche sonora causar certa intimidação, percebe-se nela a alegria e o bem viver de um povo que valoriza as coisas simples da vida, nos fazendo perceber que o jogo em si nada mais é do que um pretexto para uma boa confraternização entre amigos.

Next Post

Itapuã: o primeiro bairro de Salvador a lançar o seu próprio aplicativo

Se o mundo é pequeno, Itapuã cabe na palma da sua mão! Com um dos sites de bairro mais visitados de Salvador, Itapuã sai mais uma vez na frente e lança o seu próprio aplicativo, o ItapuãCity. Foi lançado neste sábado (13) e pode ser baixado em qualquer smatphone. O […]