A frente fria que se deslocou da região Sudeste do país para a Bahia, no final de semana, influenciou as condições do tempo em Salvador, ocasionando a formação de áreas de instabilidades e o mau tempo que a cidade enfrenta. Em Itapuã a situação não foi diferente. Em diversos pontos do bairro, como Km 17, Alto do Coqueirinho e Av. Dorival Caymmi, moradores enfrentaram dificuldades devido aos alagamentos.

Deslizamento de terra

Na Rua Angélica, localizada na região de Nova Brasília, moradores estão aflitos com a situação de uma contenção de encosta que há cerca de 8 anos vem sendo prometida pela Prefeitura, mas até o momento não se sabe quando de fato a obra será executada. Com as fortes chuvas que caíram nas últimas 24h, a situação tem se agravado e preocupado os moradores.

No primeiro semestre a equipe da Defesa Civil de Salvador esteve no local para vistoria técnica, e segundo informações passadas pela Prefeitura-Bairro de Itapuã, um laudo emergencial foi encaminhado para a Sucop, alertando para a necessidade de executar a obra com urgência devido ao grau de risco.

Ainda nas últimas 24 horas, o total médio das chuvas em toda a cidade foi de 99,6 mm, o que representa 56,9% do previsto para todo o mês de julho, que é 175 mm. “A previsão é que tenha chuva até a quinta-feira (11), com menor intensidade. O maior impacto ocorreu no domingo (7), se estendendo durante a madrugada. A partir de hoje começa a perder intensidade porque o sistema está se deslocando para região de Aracaju e Maceió”, explica o diretor-geral da Defesa Civil de Salvador (Codesal), Sosthenes Macedo.

 


Gostaria de compartilhar conosco alguma denúncia ou acontecimento na sua rua ou na sua comunidade? Envie uma mensagem pra gente pelo Whatsapp: (71) 98118-6615.