Itapuã x Rio vermelho: Qual é o bairro mais boêmio da cidade?

chapeu-copo-cerveja
coluna-perspectivas

O termo “Boemia” corresponde a um estilo de vida despreocupado e desgarrado a grandes projetos de vida ou bens materiais. No bom português, o termo ganhou atribuições a um estilo de vida vagabundo, desregrado. Aqui na Bahia, o termo mergulha numa conotação bem próxima daquelas idealizadas pelos jovens franceses do século XIX que sonhavam com uma vida feliz e sem preocupações.

Viver uma vida sem preocupações é um sonho de muitas pessoas. Como não dá pra levar uma vida 100% vagal, acredito que muita gente idealiza os seus desregrados momentos nas noites de sexta e nos finais de semana. Afinal, depois de uma semana cansativa de trabalho, nada melhor do que jogar tudo pra cima e curtir a vida nos diversos espaços de lazer da cidade! Ainda mais em Salvador que não descansa quando se trata de vida boêmia.

E quais seriam os bairros mais boêmios de Salvador? Não consigo pensar outros senão Itapuã e o Rio Vermelho. E dentre os dois, qual deles merecem o grande troféu de bairro mais boêmio da cidade? Bom ressaltar que cada um possui características bastante particulares.

Itapuã

grd-baraguadopote

Quem conhece Itapuã sabe muito bem o quanto o bairro respira festividades. De domingo a domingo o bairro abre as suas portas a recepcionar milhares de pessoas que desejam bons momentos sem preocupação. A região mais boêmia de Itapuã se estende entre a Praça Dorival Caymmi e o largo de Cira do Acarajé. Os finais de semana são bem movimentados especialmente de noite e na madrugada.

A coisa mais interessante das noites boêmias de Itapuã está na diversidade. Tem gente de todo tipos, gostos e  classes sociais. As ruas de Itapuã também são uma verdadeira festa com os diversos bares, restaurantes quiosques e baianas de acarajé, o que torna este um bairro festivo.

Rio Vemelho

575327428-XG

Considerado o caldeirão boêmio de Salvador, o Rio Vermelho respira festividade. O lazer e os “comes e bebes” preenchem o bairro de pessoas principalmente no entorno do largo da Mariquita e no entorno do Acarajé da Dinha. O bairro também é ou foi morada de personalidades como Jorge Amado, Carlinhos Brown, Gal Costa, Caetano Veloso, Carlos Bastos, Carybé e Mário Cravo.

A qualidade dos bares e restaurantes do Rio Vermelho merece um destaque especial, o que agrada e muito a elite boêmia soteropolitana. Por estas bandas também ocorre apresentação de artistas famosos tanto no palco como fora dele, apreciando o que o bairro tem de melhor.

Afinal, qual é o bairro mais boêmio de Salvador?

1263376227

Apesar de muitas pessoas destacarem o Rio Vermelho como o bairro mais boêmio de Salvador, acredito que Itapuã merece destaque pelo simples fato de ser mais acessível dentre os dois. Pare e pense: O rio vermelho é famoso pela sua história e pela sua qualidade, mas quando o assunto meche com o bolso da gente, aí o “bico pega”!

Assim, Itapuã se destaca como um bairro diversificado e não elitista, como observamos nas noitadas do Rio Vermelho.  De qualquer forma, tanto um quanto o outro são bairro que merecem todo o respeito e carinho dos seus conterrâneos e visitantes!

 

Next Post

Por onde andamos?

  Por onde andei? Por onde ando? Será que eu e você andamos pelos mesmos lugares? Em meio a tantas belezas e tantos encantos de Itapuã, por onde andei tropecei e machuquei o meu pé. Meu amigo andou por outro caminho, pisou em um buraco e torceu o tornozelo. Meu […]