Lagoa do Abaeté está com as águas no nível mais baixo desde 2008

lagoa-do-abaeteQuem resolver dar um passeio no Parque Metropolitano do Abaeté por esses dias, verá muito menos das águas escuras da lagoa e mais da areia branca que a rodeia. O nível da Lagoa do Abaeté está visivelmente abaixo de como costuma ser visto.

O nível da água chegou a 17,24 metros, de acordo com a Coordenação de Monitoramento de Recursos Hídricos do Instituto de Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Inema). Em 2012, o nível era de 18,32 metros. Em 2011, 18,20 metros.

“Essa diminuição é normal. Acontece todos anos no período de estiagem e varia a depender da quantidade de chuvas. Choveu pouco na cidade, existe evaporação, são fenômenos naturais”, explica o coordenador interino do Parque Metropolitano Lagoa e Dunas do Abaeté, Luiz Carlos Araújo.

Acontece que o índice atual é mais baixo que o último recorde, de 14 de março de 2008, quando a lagoa chegou a 17,26 m. Fora dos períodos de pouca chuva, a lagoa chega a ter pontos com profundidade variando entre 50m a 70m, segundo Araújo. “Este ano, a gente tem observado a olho nu que o nível das águas baixou muito mais”, acrescentou Araújo.

Para o diretor presidente da Universidade Livre das Dunas e Restingas do Salvador (Unidunas), Jorge Santana, a baixa da lagoa está associada não só à pouca chuva. “As casas e construções que ficam na parte de cima, o asfalto que há ao redor e as praças não permitem que a água das chuvas alimentem os lençóis freáticos da região. Então a tendência é as águas baixarem ainda mais”, explica. Esse processo é chamado de Antropização, quando há impacto das atividades do homem sobre o meio natural.

Segundo Santana, a Unidunas, criada em 1996 para preservação do Parque das Dunas, localizada na área de Proteção Ambiental (APA) das Dunas, Lagoas e Restingas do Abaeté, desenvolve trabalhos de educação ambiental no entorno da Lagoa do Abaeté.

“Quando se vai avançando para a Praia do Flamengo, dá pra perceber nitidamente que o nível da lagoa baixa em um ritmo mais tranquilo”, ressalta ele.

O Parque Metropolitano do Abaeté foi criado em setembro de 1993 e, além das dunas e vegetação nativa, é composto por 18 lagoas, distribuídas em cerca de 12 mil metros quadrados.

Fonte: Ibahia

Next Post

Moradores de Itapuã ainda poderão fazer recadastramento do IPTU

O prefeito ACM Neto confirmou a prorrogação do prazo para os proprietários de residências em Salvador cadastrarem ou recadastrarem seus imóveis até o dia 15 de outubro. O prefeito e o secretário municipal da Fazenda, Mauro Ricardo Costa, se reuniram com a imprensa na tarde desta terça-feira (1º) para falar […]