24 de novembro de 2020

Por pouco!

coluna-rubro-negra

 

caceres-brunohenrique-leopinheiro-futurapress-ae

Por pouco! O Vitória esteve superior em alguns momentos da partida, abriu o placar com belo gol do participativo e comprometido paraguaio Cáceres, mas desperdiçou diversas oportunidades, sendo duas delas claras e com erros absurdos de Telmário(não mereceu ser chamado de Dinei, vai o seu nome de batismo!) e William Henrique. O Futebol é cruel e a bola castiga aos que não aproveitam suas oportunidades com competência, Luiz Gustavo falhou por preciosismo e a Portuguesa empatou. Bola na pequena área é perigo de gol e zagueiro tem que se livrar da redonda todo custo e de QUALQUER JEITO, não é lugar para dominar e sair jogando, pagou o Vitória pela inexperiência e preciosismo garoto, que repito, tem futuro.

Ney Franco manteve tanto a ofensividade como as mudanças na equipe, entraram o talentoso Euller e o alucinado porém talismã William Henrique, Escudero entrou e formou com Cáceres e Juan um meio de campo técnico e menos marcador, completaram a equipe William-Dinei-Marquinhos que fizeram o tridente de atacantes. Nosso treinador segue com a sua linha ofensiva e arriscando sempre, suas mudanças são ousadas e sempre buscando a vitória, desta vez ela não veio mas valeu o ponto conquistado fora.