21 de outubro de 2020

Prefeitura reinaugura unidade de saúde de Itapuã, uma referência na atenção básica

setimo-centroHonrando o compromisso assumido de priorizar a saúde pública na capital baiana, a Prefeitura de Salvador continua empenhando esforços para que os usuários do SUS tenham assistência qualificada e garantida, bem como os profissionais consigam exercer suas atividades em ambientes apropriados.

Ontem, foi reinaugurada a 47ª unidade de saúde do município totalmente requalificada e equipes completas. Trata-se do 7º Centro Professor José Mariane, instalado na Av. Dorival Caymmi, em Itapuã, na década de 1960, se tornando a grande referência de atenção básica no bairro, além de atender pacientes oriundos de Simões Filho, Lauro de Freitas ou pessoas de passagem.

Há quase 20 anos, a unidade não passa por reforma ou manutenção, comprometendo toda sua estrutura. “O que fizemos aqui foi praticamente um processo de reconstrução. É muito importante trabalhar com um prefeito que não faz da saúde apenas um discurso, mas efetivamente garante meios para que possamos fazer a revolução sanitária que o povo de Salvador merece”, afirmou o secretário municipal da Saúde, José Antônio Rodrigues Alves, na solenidade de reinauguração.

O prefeito ACM Neto afirmou que em suas caminhadas e conversas com a população percebeu que um dos principais problemas de assistência em Salvador estava naquela região, principalmente por existir uma ligação forte com municípios vizinhos. Por isso, os investimentos seriam fundamentais, imprescindíveis e prioritários.

O Distrito Sanitário (DS) de Itapuã passa por outras séries de intervenções, como a reconstrução da UPA 24h Hélio Machado, paralisada há quase dois anos. A inauguração está prevista para junho, quando serão prestados serviços de urgência e emergência, através da atuação de seis médicos em todos os turnos. O DS contará ainda com a UPA São Cristóvão, cujas obras também já foram iniciadas, atendendo a toda população da Paralela.

Também estão em andamento a construção das unidades de Saúde da Família do Parque São Cristóvão, Mussurunga, Massaranduba, Cassange e Jardim Campo Verde, promovendo um acréscimo de 17 equipes na região.

“A cidade tem muitos problemas e não conseguiremos resolver todos da noite para o dia. Uma das tarefas do governante é saber priorizar, saber onde deve aplicar o dinheiro público e por onde começar as ações do seu governo. Não tive dúvidas de que o primeiro passo seria o investimento na saúde, exatamente para diferenciar o que é o discurso vazio e promessa eleitoreira de ações e decisões que efetivamente transformem a vida das pessoas. Isso é o que estamos fazendo”, afirmou ACM Neto, lembrando que até abril a Prefeitura terá reformado 70% das unidades da saúde da cidade.

A requalificação dos postos, além de garantir melhor atendimento aos pacientes, proporciona aos profissionais ambientes apropriados para o exercício das atividades.

Fonte: Diário Oficial do Municipio