Quarta-feira de lixo

Saulo Miguez

Findo o carnaval é o momento de efetivamente começarmos o ano. É comum na quarta-feira de cinzas os baianos em tom de brincadeira se desejarem Feliz Ano Novo.

Como já vem acontecendo há algum tempo, em 2015 o carnaval em Salvador não ficou restrito aos circuitos mais tradicionais. Os carnavais de bairro movimentaram as localidades mais afastadas da Barra/Ondina e Campo Grande e foram uma opção para os foliões que não tiveram disposição para se deslocarem até o centro da cidade.

Acontece, porém, que todos os anos a produção de lixo do carnaval é tão grandiosa quanto a festa. Toneladas de plástico, latas e demais resíduos poluentes são descartadas por pessoas pouco interessadas com o prejuízo ecológico que esses materiais podem trazer. Boa parte desse lixo descartado no trajeto Barra/Ondina acaba indo parar na Baía de Todos os Santos, contribuindo para o processo de extinção de diversas espécies marinhas.

Em Itapuã, a situação não foi diferente, a paisagem que se encontrou nas praias do bairro em plena quarta-feira de cinzas foi lastimável. As areias estavam preenchidas por montanhas de lixo à espera da enchente da maré para ser levado ao alto mar. Esse cenário ilustra bem a falta de cuidado que parte da população ainda tem com o bairro e isso entristece aqueles que buscam a preservação ambiental e desejam ver Itapuã sempre limpa.

Praia de Itapuã em 18/02/2015. Foto: Saulo Miguez

 

Next Post

Bye bye Sereia!

É amigos, nesta semana venho aqui falar mais uma vez sobre a nossa querida Sereia de Itapuã, monumento de grande representação histórica e cultural para o nosso bairro. Fiz uma publicação especial no dia 2 de fevereiro (clique aqui e confira), dia de Iemanjá e Lavagem do Rio Vermelho, sobre […]