Vereadores realizam audiência pública em Itapuã e moradores reivindicam demandas do bairro

vereadores-itapua

Foi realizada em Itapuã na noite desta terça-feira (19), na escola municipal Lagoa do Abaeté, uma audiência pública promovida pela Comissão de Finanças da Câmara Municipal de Salvador para discutir a Lei Orçamentária Anual (LOA) de 2014.

Revitalização da Lagoa do Abaeté, instalação de creches e melhorias na infraestrutura asfáltica e no saneamento básico foram algumas das demandas levantadas.

Cerca de 80 moradores e lideranças dos bairros de Itapuã, Stella Maris, Piatã e Pituaçu e das localidades de Nova Brasília de Itapuã, Alto do Cruzeiro, Baixa do Soronha, Alto do Coqueirinho, Alto do Macaco, KM 17 e Alto da Bela Vista participaram da audiência dirigida pelo vereador Claudio Tinoco (DEM), presidente da Comissão de Finanças, Orçamento e Fiscalização.

“Esta audiência é mais um instrumento que o prefeito ACM Neto terá para balizar junto à comunidade as necessidades dos bairros de Salvador, por isso a necessidade da participação da população, como ocorreu aqui”, destacou o vereador Claudio Tinoco. Ele ressaltou que “a estimativa do Executivo para o orçamento do próximo ano é de mais de R$6,3 bilhões”.

Clique aqui e confira a galeria de fotos

Demandas

Durante a audiência, o diretor do Grupo Ecológico Nativo de Itapuã, Antônio Miguel dos Santos, cobrou a reforma do Parque do Abaeté para a realização de eventos culturais no local, como o Carnaval e o Réveillon.  “Acho que deveríamos sugerir um acordo com os hotéis de grande porte instalados na região para que absorvam a mão de obra do bairro de Itapuã e adjacências”, complementou Marcos Palmeira, gerente de Infraestrutura Turística da Empresa Salvador Turismo.

O líder comunitário Edson Salomão ressaltou a importância de um programa de saúde do homem, que já funciona no Nordeste de Amaralina, e melhorias na mobilidade urbana na região de Itapuã. Já o ouvidor das comunidades da Baixa do Soronha e da Rua Álvaro Baqueiro, Edclaudio Santana, solicitou melhorias na Escola Municipal Lagoa do Abaeté, como a instalação de porta de emergência, cobertura da quadra poliesportiva e mais ventilação interna. “Também existe a demanda na Baixa do Soronha onde possui muito muriçoca e precisa de uma medida urgente na rede de esgotamento, que hoje se encontra a céu aberto”, acrescentou.

O vereador Odiosvaldo Vigas (PDT) defendeu a aplicação do Orçamento Impositivo em todas as esferas públicas, em que obriga o Poder Executivo (governos federal, estadual ou municipal) a executar as emendas parlamentares aprovadas no Legislativo para o Orçamento Anual. Também participaram da audiência pública o vereador Alfredo Mangueira (PMDB), membro do colegiado de Finanças, e o subprefeito Jaqson Souza, da região de Itapuã.

 

Next Post

O Bullying nosso de cada dia

Há um movimento grande nas escolas de todo o Brasil para combater o bullying. O termo é recente, mas sua prática, suponho, atravessa séculos. É claro que algumas propostas são como que água com açúcar ou analgésicos, cuja função é atuar no incômodo, mas se chega à raiz. O que […]