7º Centro de Saúde enfrenta dificuldades

IMG-20150317-WA0008A recepcionista Marli Menezes Nacimento, 28 anos, procurou a equipe do ItapuãCity para manifestar a situação vivida por ela e outros pacientes no 07º Centro de Saúde José Mariane. Segundo ela, falta espaço na sala de espera e sobra tempo para a realização das consultas. “O posto está pequeno para tanta gente. Meu pai precisou chegar na fila às 4h30 da manhã na segunda-feira para marcar a minha consulta”, disse Marli.

Marli afirma ainda que em alguns dias a fila de pessoas em busca de marcação de consultas ultrapassa as fronteiras do posto e chega até à farmácia Santana. A falta de remédios é outro problema enfrentado pelo posto; há cerca de dois meses o local não dispõe de medicamentos para controle de colesterol.

Recentemente reformado

Há pouco mais de um ano, a Prefeitura de Salvador reinaugurou unidade de saúde totalmente requalificada e com equipes completas. Na época,  o Secretário Municipal de Saúde, José Antônio Rodrigues Alves afirmou na solenidade de reinauguração: “O que fizemos aqui foi praticamente um processo de reconstrução. É muito importante trabalhar com um prefeito que não faz da saúde apenas um discurso, mas efetivamente garante meios para que possamos fazer a revolução sanitária que o povo de Salvador merece”.

Fonte: ItapuãCity

Next Post

Malê Debalê concorre ao troféu de melhor bloco afro de 2015

Com mais de 35 anos de tradição e detentor do título de primeiro bloco campeão, no carnaval de 1980, na categoria bloco afro de Salvador, o Malê Debalê segue em busca de mais premiações. Dessa vez, está concorrendo ao troféu Catsro Alves 2015, na categoria de melhor bloco afro do […]