Comandante da PM fala sobre ações para reduzir a violência em Itapuã

Itailuan Anjos

major.fwA criminalidade, sem dúvidas, é uma das grandes mazelas que afligem os soteropolitanos, e no bairro de Itapuã não é diferente. Na linha de frente contra a violência, a Polícia Militar e demais órgãos da Segurança Pública unem forças para combater o problema. Em entrevista ao ItapuãCity, o comandante da 15ª Companhia Independente da Polícia Militar de Itapuã, André Pereira Borges, fala sobre o assunto.

IC – Quais medidas contra a criminalidade têm sido desenvolvidas pela Polícia Militar em Itapuã?

Cmt Borges – Fazemos o policiamento diuturnamente, através da distribuição estratégica do policiamento. É um trabalho feito em parceria não só com os órgãos da Segurança Pública, mas também com a comunidade. Dentro desta perspectiva, são realizadas trocas de informações, levantamentos, trabalhos de inteligência. A partir disso, identificamos a mancha criminal e procuramos realmente combater aquele foco, no sentido de promover a tranquilidade para aquela comunidade.

IC – Como avalia a questão da violência em Itapuã nos primeiros meses de 2014 em relação ao mesmo período em 2013?

Cmt Borges – Comparando ao ano passado, tivemos uma redução em torno de 37% nos índices de criminalidade no bairro. Na categoria de crimes letais e intencionais contra a vida, incluindo os homicídios, tivemos uma redução de 9,6%. A meta é reduzir ainda mais esse número.

IC – A Polícia Militar recebe algum tipo de reciclagem para desempenhar o trabalho no bairro? Qual?

Cmt Borges – Dentro da corporação temos cursos de atualização dos métodos de abordagem, bem como prática de tiros, onde os policiais exercitam o “tiro real”, como estivessem no combate. A atualização interna é feita com o sentido de elevar sua valorização profissional e prepará-lo para os diversos tipos de ocorrências.

IC – Quais medidas a Polícia Militar pretende adotar a fim de evitar que fatos lamentáveis, como o assalto seguido da morte da professora Anamaria Morales, se repitam na região?

Cmt Borges – Nossa maior preocupação são crimes como este, que atentam à vida humana. Infelizmente ainda temos uma limitação em nível de efetivo, o que impede de estarmos em muitos lugares ao mesmo tempo, mas já fazíamos patrulhamento com viaturas e motocicletas, pois recebemos registros de outros assaltos no local. Após o ocorrido, intensificamos o policiamento, inclusive durante o dia em dias úteis e fins de semana.

Além disso, temos o apoio de outras unidades da Polícia Militar como a operação Apolo, a Rondesp, a Cavalaria e o Esquadrão Águia, todos atuando na região de Itapuã, justamente para inibir tais práticas.

IC – Caso o cidadão seja vítima de um assalto, que tipo de conduta deve ser adotada?

Cmt Borges – Recomendamos que diante de uma situação como esta, a vítima não reaja, pois pode despertar interpretações no assaltante. Os pertences podem ter valores financeiros, sentimentais, mas as pessoas que praticam esses crimes não tem nada a perder. Assim, orientamos que em caso de assalto, os pertences sejam entregues. A Polícia se encarregará de prestar toda a assistência e busca dos pertences após o boletim.

IC  Como os moradores de Itapuã podem entrar em contato com a 15ª CIPM?

Cmt Borges – Através do telefone: (71) 3116 – 1304 ou 9977- 1945 (Operadora Vivo). A Companhia fica localizada na Rua da Passargada, Jd. Encantamento, s/nº, Itapuã, próximo ao Hotel Deville.
Contamos com o apoio da comunidade. A Polícia Militar e a 15ª Companhia estão de portas abertas para ajudar o cidadão.

Fonte: ItapuãCity | Camila Barreto

Next Post

Os jovens e a requalificação de Itapuã

Itapuã passa por um momento de agitação diante das promessas de requalificação da sua orla e do seu tradicional mercado popular. Semanas atrás, o então prefeito ACM Neto deu as caras na comunidade para explicar o projeto de orçamento milionário que mudará radicalmente a porta de entrada do nosso bairro. […]