24 de novembro de 2020

É necessário fazermos nossa parte

coluna-pense-nisso

Para que se tenha um bom andamento da sociedade, é necessário que todos aqueles que a compõem – ou pelo menos a maioria das pessoas – contribuam com a sua organização; de modo que as ações de melhoria promovidas pelo Poder Público se mantenham e possamos usufruir disso. Um bom exemplo é em relação à destinação adequada do lixo.

O Brasil hoje produz algo em torno de 228 toneladas de lixo por dia, desse montante a cidade de Salvador contribui com 2,49 toneladas, sendo assim a sexta colocada no ranking nacional. Já há algum tempo a nossa cidade vem enfrentando sérios problemas em relação a limpeza urbana, nos acostumamos a ver nossas vias sujas e nos últimos anos vêm surgindo inúmeros problemas em relação a coleta, sobretudo nos bairros populares.

No entanto, com a chegada de 2013 essa realidade começou a mudar – muito em função dos grandes eventos esportivos que se aproximam – e a nova administração do município vem intensificando o trabalho de limpeza, de modo a melhorar o aspecto do lugar e com isso devolver a beleza da cidade e recuperar a auto-estima do povo.

Contudo, para que surta realmente efeito as ações públicas precisam ser abraçadas pela população. Logo, é necessário transformar atitudes, como por exemplo, o tratamento dado às praias. Quem vai a praia e consome determinado produto, deve estar ciente que é responsável pelo resíduo (lata, garrafa, copo, guardanapo etc) que acompanha aquele produto, e deve saber também que o destino adequado daquele resíduo é a Lata de Lixo, de preferência o lixo já separado. Caso contrário, todo trabalho realizado às custas dos nossos impostos será em vão e, ao mesmo tempo, de nada adiantará reclamarmos dos nossos governantes.