Ganhadeiras de Itapuã participam de festival com atrações nacionais e internacionais

ganhadeiras4
Foto: Coaxo do Sapo

Depois de gravarem o primeiro disco recentemente, as Ganhadeiras vão levar um pedaço de Itapuã para o festival de música percussiva PercPan, que acontece entre os dias 25 e 27 de julho, em Salvador. O grupo se apresenta na segunda noite do evento, cujo tema acolherá o panorama percussivo feminino.

Para o diretor da Associação As Ganhadeiras de Itapuã, Jenner Salgado, a presença do grupo no PerPan representa uma luta de dez anos. “Durante esse tempo fomos melhorando a qualidade musical, aperfeiçoando a linguagem, as letras. Estamos muito felizes com o convite feito pelo Alê Siqueira, que além de curador do festival, já vinha fazendo a produção do disco”.

Ele destaca que a essência das Ganhadeiras tem grande identificação com a proposta do PerPan. “A música das Ganhadeiras é percussiva, tem como base o samba, acompanhado de algumas variações, como as canções de Caymmi, cirandas, cantigas, rezas, afoxés. Trabalhamos as harmonias com viola, violão, bandolim, flauta, contrabaixo. Juntamos os atabaques às essas composições para fazer um trabalho de cultura popular e assim inserimos vários elementos”, afirma.

“História das Ganhadeiras”, “Promessa de Pescador”, “Vem chegando as Ganhadeiras”, “Festa na Aldeia”, são alguns sucessos que prometem embalar a apresentação do grupo, seguido de muito samba de roda.

Segundo Jenner, essa não é a primeira vez que as Ganhadeiras participam de um evento nacional. “No ano passado, estivemos em um festival internacional de música negra, no Rio de Janeiro, o Back2Black. As Ganhadeiras dividiram o palco com nomes como Gilberto Gil e a cantora Alcione”, lembra o diretor.

O local de realização do festival, ainda não foi divulgado, mas vale ressaltar que as apresentações acontecerão em um espaço público e serão gratuitas. A programação inclui cerca de 25 atrações nacionais e internacionais, com curadoria de Alê Siqueira, Letieres Leite e José Miguel Wisnik.

Programação

25 de julho (sexta-feira): Percussão Vocal e Corporal

A partir das 20h

Banda de Boca (Bahia)

Barbatuques (São Paulo)

Vocal Sampling (Cuba)

Mano Brown & Banda (São Paulo)

26 de julho (sábado): Panorama Percussivo Feminino

A partir das 20h

As Ganhadeiras de Itapuã (Bahia)

Mulheres de Leillía (Galícia, Espanha)

Sayon Bamba (Guiné Conacri, África)

Banda Obìnrin, com participação da percussionista Mônica Millet (Bahia)

Banda Didá (Bahia)

Margareth Menezes (Bahia)

27 de julho (domingo): Das Matrizes às Batidas Contemporâneas

A partir das 19h

Aguidavi do Gegê (Bahia)

Marcio Victor & Samba Chula de São Braz (Bahia)

Percussivo Mundo Novo (Bahia)

Gabi Guedes (Bahia) e Dj Cia (São Paulo) convidam: Opanijé, Nelson Maca, Simples Rap’ortagem. Part. especial Preto Nando (MA), Zé Brown (PE), Kaline Lima (PA).

Marcelo D2 & Banda (Rio de Janeiro)

Trouble Funk (Estados Unidos)

Fonte: ItapuãCity

Next Post

CRAS Itapuã terá assistência gratuita de advogados para a comunidade

Reconhecimento de paternidade, obtenção de documentos e certidões, pagamento de pensão alimentícia, disputas entre vizinhos, legalização de terras, defesa do consumidor e assuntos referentes à Previdência Social. Essas e outras demandas agora serão assistidas gratuitamente por advogados do CRAS Itapuã, através do serviço AJURIS Móvel, para famílias em situação de […]