26 de outubro de 2020

Ganhando o Brasil

ganhadeiras

No último dia 10, Itapuã transbordou em festa graças ao reconhecimento da cultura popular do bairro na 26ª edição do Prêmio da Música Brasileira. As Ganhadeiras de Itapuã fizeram bonito e faturaram as estatuetas nas categorias Melhor Álbum e Melhor Grupo Regional. A cerimônia realizada no Theatro Municipal do Rio de Janeiro, homenageou os 50 anos de carreira da intérprete baiana Maria Bethânia e condecorou ainda nomes como Gilberto Gil, Marisa Monte e Ney Matogrosso.

Chega a ser difícil mensurar o valor dessa conquita para As Ganhadeiras de Itapuã e, consequentemente, para a valorização da cultura popular do bairro. Há cerca de 10 anos, quando foi criado nos terreiros das casas de Dona Cabocla e de Dona Mariinha, aquelas pessoas que ali se encontravam buscavam resgatar uma história que estava adormecida e fortalecer a identidade cultural local. Uma iniciativa como esta em plena efervescência mercadológica musical, é algo pouco comum de se vê.

Algo bastante representativo nessa premiação também foi o fato de As Ganhadeiras terem sido reconhecidas na mesma edição que homenageou Bethânia. A cantora e o grupo carregam consigo o amor pelo seu chão e o desejo de cantar aquilo que compõe a sua história. As Ganhadeiras, assim como Maria Bethânia, trazem o Samba de Roda no pé, a poesia do lugar nas canções, e a alegria no cantar.