Itapuã celebra Dia de São Tomé com cortejo e samba neste sábado (20)

Camila Barreto

Todo 20 de dezembro em Itapuã é celebrado o dia de São Tomé, uma tradição cultural nascida no século XVI. Até hoje, os itapuãzeiros saem em procissão, cantando e rezando para lembrar sua passagem por aqui.

Essa história já foi tema do colunista Bruno Cardoso no ItapuãCity. Segundo ele, a lenda conta que um homem branco teria passado por aqui antes mesmo dos portugueses. Sua presença teria sido tão marcante que os índios tupinambás aqui viviam deram a ele um status de divindade. O forasteiro passou a ser chamado de Deus Sumé, o Deus Branco que caminhava sobre as águas enquanto elas se abriam, como na história de Moisés.

“Certamente, os jesuítas teriam se apropriado desta história, adaptando-a para a uma passagem do santo São Tomé. Então acredita-se que teria sido São Tomé que ao caminhar por Piatã em uma pedra teria deixado uma pegada humana, a marca da pata de cachorro e de uma cruz”, conta o nativo Amadeu Alves.

Ele afirma que a tradição foi retomada em 1998, através da nativa dona Francisquinha. No entanto, após a sua morte em 2000 Denise Galo (73) assumiu a organização dos festejos. “Fazemos um cortejo que sai às 19h, se concentrando na rua do Gravatá, atrás da Igreja de Itapuã. As pessoas saem em procissão até Piatã no local do monumento e chegando lá tem uma reza, seguido de samba de roda, fogueira e partilha de alimentos”, afirma Alves.

pegada são tomé03
Pegada de São Tomé / Foto: ItapuãCity

“Desde pequena frequentava a festa de São Tomé. Naquele tempo ainda não havia energia, íamos com os candeeiros em procissão. O São Tomé ainda saía da igreja Nossa Senhora da Conceição de Itapuã, passávamos a noite em oração e depois começava o samba. No dia seguinte ainda tinha missa pela manhã na igreja”, lembra Denise.

Atualmente o São Tomé não sai mais da igreja, mas as demais manifestações permaneceram. “Eu acredito que São Tomé esteve aqui. Tenho até uma página de revista guardada que fala que ele esteve aqui e na praia de São Tomé de Paripe”, completa.

Festa de São Tomé

Data: 20 de dezembro de 2014

19h00 – Saída do cortejo da Rua do Gravatá e do Jenipapeiro

20h00 – Reza, fogueira e samba de roda na Cruz de São Tomé em Piatã

Fonte: ItapuãCity

Next Post

Qual a idade certa para levar a criança ao dentista pela primeira vez?

A primeira palavra, os primeiros passos ou travessuras são momentos marcantes das crianças que os pais guardam com muito carinho. Isso porque a primeira vez a gente nunca esquece. No post de hoje, venho lembrar um ritual muito importante que também não deve ser esquecido durante a fase de crescimento: […]