Jovem de Itapuã é indicado para a seleção brasileira de futebol americano

60641_459642017438300_1710390990_n O baiano e itapuãzeiro, Vitor Oliver (25) é o mais novo indicado para jogar na seleção brasileira de futebol americano, conforme divulgação do site colaborativo SportVC. A notícia foi recebida com muita alegria pelo atleta que pratica a modalidade há pouco mais de três anos.

“Eu jogava o futebol clássico, mas sempre acompanhava o futebol americano pela televisão e tinha curiosidade de saber como funcionava. Até que um amigo me convidou para experimentar uma partida do futebol americano em um grupo. Então começamos a treinar na praia e depois em um campo emprestado. Fui gostando de verdade e o que era uma brincadeira, passou a ser uma coisa mais séria”, diz Vitor.

A partir disso, o jovem ingressou na equipe Salvador All Saints, pioneira na prática da modalidade na capital. “Obtive bom desempenho no teste. Fiz a marcação em um jogador que é considerado o melhor da Bahia. Então, os coordenadores perguntaram se eu aceitava treinar no time e ofereceram uma bolsa atleta. Com três meses dentro do time, disputei um torneio em Aracaju”, comenta Vitor.

Há pouco tempo, o time mudou o nome para Vitória All Saints, resultado de uma parceria com o time rubro-negro. Desde então, o grupo do qual Vitor participa treina no Estádio Manoel Barradas.

169529_372376766164826_1549010417_o

Vitor ainda aguarda mais detalhes sobre seu destino, mas acredita que pode ter sido resultado do seu bom desempenho na temporada do ano passado, exibida, inclusive na televisão em rede nacional. A paixão do jovem pela modalidade está estampada também nas redes sociais, onde criou inclusive, uma fan page dedicada ao esporte -facebook.com/VitorNesCau22FS

Enquanto isso, Vitor divide sua rotina entre treinos e o trabalho como técnico em manutenção de microcomputadores durante a semana. “O futebol americano exige dedicação e muita garra. Mas, se o treinamento for difícil, o combate será fácil. Quero seguir a carreira e estou ansioso por isso”, completa.

 

Fonte: ItapuãCity 

Next Post

Atenção ao que se (T)Vê

É triste ouvirmos um jovem brasileiro dizer que gostaria de viver em um país estrangeiro mesmo sem conhecer nada sobre a terra forasteira queira migrar apenas por acreditar que terá mais chance de se realizar lá do que aqui. Essa desvalorização da nossa pátria mãe gentil por uma parcela dos […]