Jovens de Itapuã podem iniciar carreira profissional ainda no ensino médio

Itailuan Anjos

RTEmagicC_74d8c2b77a.jpgNuma iniciativa que alia capacitação profissional e oportunidade, o Colégio Estadual Governador Lomanto Junior, promove o ensino médio integrado ao curso técnico de Turismo para jovens a partir do primeiro ano.

De acordo com a professora e articuladora do projeto, Antonia Reis (49) a novidade, que começou há quatro anos, já formou duas turmas: uma em 2012 e outra em 2013. “Cerca de 70% dos alunos que concluíram estão empregados na área, em outros setores ou cursando faculdade”, destaca a educadora.

Segundo Antonia, o curso técnico ainda no ensino médio faz toda diferença e desperta o jovem para pensar numa carreira. “É notória, logo no primeiro ano de curso, a mudança no perfil do aluno. Ele se torna mais responsável consigo mesmo e com os outros. Além disso, começa a se preocupar com a necessidade de estar realmente preparado para o mercado de trabalho”, enfatiza.

O curso

A profissionalização tem início no primeiro ano do ensino médio, com duração de quatro anos. Ao longo deste período, o aluno aprende técnicas sobre hospitalidade, lazer, entretenimento, alimentação, bebidas, bares, restaurantes, hotelaria.

Nessa linha, a matriz curricular é composta pela base nacional comum com disciplinas gerais – Português, Matemática, Biologia, Geografia, História, Química e Física – incluindo disciplinas de formação técnica ligadas à área de Humanidades, como Ética, Direito do Trabalho, Metodologia do Trabalho Científico.

A partir do segundo ano são acrescentadas também as disciplinas de formação técnica específica, ligadas à área de hospedagem como Gestão, Marketing, Planejamento, Vendas. Nesta etapa, Antonia garante que o aluno está apto a estagiar dentro da própria instituição.

“Temos uma agência-escola, onde o aluno trabalha duas vezes na semana com a função de reservar equipamentos e serviços para as atividades práticas. São 100 horas de estágio de observação”.

Outro diferencial está no treinamento em laboratório de hospedagem. “Nesse ambiente, o aluno aprende como montar uma mesa, conhece alguns tipos de bebidas, bem como regras de etiqueta”, completa a coordenadora.

Para Antonia, o projeto é promissor na vida dos estudantes. “A prática faz toda a diferença. São alunos comprometidos com sua própria aprendizagem”, diz.

Ela adianta uma novidade a ser implementada em 2014. “Já estamos em contato com a Secopa para organizar a inserção dos alunos em trabalhos durante a Copa do Mundo 2014”, enfatiza.

Vale ressaltar que o programa de educação profissional existe em diversas escolas da rede pública do estado. São 12 opções diferentes de cursos, desde a área de Saúde, passando por Meio Ambiente, Petróleo e Gás, Hospitalidade e Lazer, entre outras.

O curso técnico é obrigatório, dentro da grade curricular dos colégios que aderem à iniciativa. Para participar, basta estar atento ao período de matrículas na rede estadual.

Fonte: ItapuãCity | Camila Barreto

Next Post

Itapuã ganha novas calçadas ainda no primeiro semestre

O projeto de requalificação da Orla e mercado de Itapuã, já anunciado pelo prefeito ACM Neto, no último dia 08/02, incluem investimentos em novas calçadas, no trecho que compreende a praia de Piatã, a partir do Habib’s, passando pelo monumento da Sereia até a Feira. Nessa linha, o piso a […]