25 de outubro de 2020

Movimente-se, borboleta!

coluna-olhar-nativo

“Vem, vamos embora, que esperar não é saber.Quem sabe faz a hora, não espera acontecer.” Assim diz na música Pra não dizer que não falei das flores composta por Geraldo Sodré. Logo, devemos agir, nos movimentarmos e não esperar que outro façam por nós.

Falando em movimento, automaticamente, me vem as caminhadas, as marchas, entre outras ações para as mudanças na vida. As famosas caminhadas servem para despertar, incentivar e sensibilizar as pessoas sobre a importância de uma causa. Esta causa pode ter caráter social, ambiental ou econômico.

Qual o propósito das caminhadas “Limpeza na praia”? Você acha que é somente para retirar sujeiras das areias e até das águas? Não, leigo engano. Essas ações inúmeras vezes vistas e praticadas, ao longo dos anos, servem para mostrar a sociedade o quão um ambiente limpo é importante para o equilíbrio do mesmo. Segundo o artº 225 da Constituição Federal Brasileira de 1988, ” Todos têm direito ao meio ambiente ecologicamente equilibrado, bem de uso comum do povo e essencial à sadia qualidade de vida, impondo-se ao Poder Público e à coletividade o dever de defendê-lo e preservá-lo para as presentes e futuras gerações.”

Qual a resposta do recente e vigente “Brasil contra a Corrupção vulgo Vem pra rua! ou o Gigante acordou!” ? Talvez, ainda não tenhamos obtido respostas tão expressivas, mas já tomaram algumas posições quanto a saúde, julgamentos dos corruptos, transporte mesmo que soluções não agradem a todos. É preciso agir, se movimentar, se expressar! Quantas vezes, os moradores de Itapuã reclamaram dos buracos, do esgoto a céu aberto? Alguns tiverem solução, outros ainda esperam. Será que adianta esperar de braços cruzados?

Recentemente, amigos e outros nativos se reuniram para somar força e foco por uma Itapuã melhor. Vamos começar aos poucos, ganhar forças, fazermos por nós mesmos, por outros e por gerações futuras. Devemos anexar em nós mesmos a consciência que nós somos seres mutáveis. Não só as borboletas passam por metamorfose, nós também, só que as nossas mudanças não necessariamente são externas. Vamos ser as borboletas! Vamos a luta! Vamos cuidar do que é nosso!  Itapuã… eu amo, eu cuido. Sou Juventude Itapuãzeira!

borboleta