O Concurso

coluna-arteculando

Diante de bilheterias surpreendentes e a efervescência da comédia nacional no cinema, ‘O Concurso’ chega no rastro destas bem sucedidas histórias, como receitas de bolo, que levam o público ao cinema de todo o Brasil para a diversão.

‘O Concurso’ conta a história de quatro finalistas do concurso mais desejado pelos concurseiros brasileiros: o de Juiz Federal. Com muito humor e sarcasmo, os quatro personagens de diferentes partes do país se encontram para a grande prova no Rio de Janeiro.

O-Concurso-2

Fábio Porchat vive um gaúcho, personagem que sofre com a pressão do pai que reflete a “macheza” do povo dos pampas. Rodrigo Pandolfo, por sua vez, é um nerd caretinha que vem do interior de São Paulo, enquanto Anderson Di Rizzi interpreta um cearense religioso, devoto ao extremo. Por fim, Danton Mello, o carioca malandro, toma a liderança para poder conseguir o gabarito da prova junto aos três.

Restando pouco menos de 48 horas para o exame, os rapazes se metem em uma grande confusão em meio a bandidagem carioca para conseguir o gabarito. Boas risadas são inevitáveis. Com o roteiro escrito pelo produtor LG Tubaldini Jr. e colaboradores como L.G. Bayão, ‘O Concurso’ não faz rodeios, investe em piadas clichês sexuais sobre virilidade, homossexualidade e, de quebra, faz chacota ao Código Penal pelo personagem carioca, com a expressão  “contravençãozinha”. Além disso, realiza um bom “merchan” da Lei Seca durante uma das cenas.  Nestes moldes, a história funciona e leva o grande público para as salas comerciais. Dirigido por Pedro Vasconcelos, o filme tem a participação também de Sabrina Sato, Carol Castro e o baiano Érico Brás.

Next Post

Acidente fatal na Avenida Dorival Caymmi

Uma mulher morreu em um acidente de carro na madrugada desta sexta-feira (9), no bairro de Itapuã, em Salvador. A polícia acredita que o carro no qual a mulher estava andava em alta velocidade, atingiu um meio-fio, bateu em uma mureta, rodou na pista e atingiu um poste. O motorista […]