25 de outubro de 2020

Permissionários do Mercado de Itapuã questionam pagamento de segurança privada

Há quase 1 ano e meio funcionando após reforma realizada pela Prefeitura, o Mercado de Itapuã segue com movimento ainda deixando a desejar. Apesar de ganhar dois novos pavimentos, o local tem baixa adesão dos turistas e da própria comunidade.

Porém, o que chama atenção dessa vez é que apesar de ser um equipamento público, o custeio da segurança no local é exigido aos permissionários pela Prefeitura. A situação foi denunciada ao portal por um dos permissionários, que preferiu não se identificar para não ser retaliado pela administração do local.

“Fazemos de tudo para alavancar o Mercado, mas a administração parece dificultar mais do que ajudar. Tudo que queremos fazer aqui tem burocracia, mas o mais espantoso é essa questão da segurança. É um espaço público e eles não colocam um guarda municipal aqui, mas ficam exigindo que a gente seja responsável pela segurança”, reclama.

A equipe do ITAPUÃCITY entrou em contato com a Secretaria de Ordem Pública – SEMOP, responsável pela administração do equipamento, e obteve retorno através de nota:

Vale salientar que o Decreto nº 11.725/97 que dispõe sobre a administração, funcionamento e fiscalização dos Mercados Públicos do Município em seu artigo nº 14, parágrafo primeiro, diz que constituem obrigação dos permissionários pagar as despesas comuns e mensais além dos serviços de água consumida no mercado, energia elétrica das áreas comuns (circulação, sanitários, administração, depósitos, etc), material de limpeza e conservação, serviços de segurança, higiene e vigilância, manutenção das luminárias e reparar quaisquer danos ocasionados nas instalações.

Clique aqui e confira o decreto na íntegra. 

mercado2