Agentes da Sucom e da Guarda Municipal são agredidos com latas de cerveja durante operação

ITAPUÃCITY

Um agente da Superintendência de Controle e Ordenamento do Uso do Solo do Município (Sucom) e um preposto da Guarda Municipal foram agredidos por populares em Piatã, enquanto atuavam em uma operação para combater a poluição sonora em bairros de Salvador. Os populares atiraram latas de cerveja contra os agentes, e cinco dos agressores foram encaminhados à 12ª Delegacia Territorial do bairro de Itapuã (12ª DT/Itapuã), onde foi registrada uma ocorrência.

Os agentes trabalhavam na Operação Silere, realizada entre a última sexta-feira (4) e o domingo (6) nos bairros do Imbuí, Boca do Rio, Itapuã, Pituaçú e Piatão. Ela resultou em 12 Termos de Apreensão de Bens, que permitiu o confisco de 27 equipamentos sonoros (dentre eles cornetas, tuitas, módulos, entre outros), nove multas por emissão de ruído acima do permitido pela lei e três notificações para esclarecimentos comerciais

A operação teve como base a lei municipal nº 5.354/98, que estabelece os limites sonoros de 70 decibéis das 7h às 22h e de 60 decibéis das 22h às 7h. Ela é resultado de uma parceria entre a Sucom e a Secretaria de Segurança Pública do Estado da Bahia (SSP/BA) e foi realizada por funcionários da superintendência e das polícias Civil e Militar, além da Guarda Municipal.

Para denunciar a atuação de poluidores sonoros em Salvador, a Sucom disponibiliza um número de atendimento 24 horas. Basta ligar para o o telefone (71) 2201-6660 e registrar a queixa.

Fonte: Ibahia

Next Post

Ponto de ônibus destruído em Itapuã causa transtornos

Um ponto de ônibus destruído atrapalha os passageiros que precisam pegar ônibus na Rua Professor Souza Brito, em Itapuã. O equipamento que está completamente inutilizado ocupa o local onde os passageiros esperam pelos transportes. Segundo informações de passageiros que não quiseram se identificar, o abrigo destruído está no local há […]