Botando o bloco na sua rua

coluna-pense-nisso

O carnaval é uma festa para todos, independente de onde se more. No entanto, com o passar do tempo na cidade de Salvador, o poder público, a iniciativa privada e, sobretudo, os grandes veículos de comunicação consagraram o carnaval como sendo um festejo restrito ao centro da cidade e ao circuito Barra Ondina. De modo que os carnavais dos bairros foram perdendo força e muitos deles já caíram no esquecimento popular.

O que acontece, no entanto, é que com a desvalorização desses festejos está havendo uma saturação dos circuitos comerciais; que possuem as atrações de peso, os trios elétricos ultramodernos, os luxuosos camarotes e a atenção total da mídia. E o inchaço desses circuitos vem fazendo com que a festa se torne a cada ano mais violenta e com menos cara de carnaval.

Além do que, o apartheid – assim como a violência – aumenta a cada ano, e a festa antes tida como popular vem gradativamente deixando de ser do povo e caindo nas mãos da minoria que pode pagar por um lugar privilegiado na folia.

Por isso, é necessário que haja em toda a cidade um investimento nos carnavais dos bairros. Onde a prefeitura em parceria com a iniciativa privada promova festejos locais de qualidade para a população. No entanto, é importante que para tais festas sejam adotados os mesmos critérios de segurança adotados no “grande carnaval”, afinal de contas, assim como os foliões que brincam o carnaval na Barra, aqueles que curtem a folia nos outros pontos da cidade – mais afastados dos olhares das câmeras – também merecem curtir a festa em segurança e num clima de paz.

 

Next Post

O Parque das Dunas

O verde possui grande importância na geografia de Salvador. Sua paisagem carrega brilho especial diante da presença das áreas florestadas ainda existentes. Para os moradores, a vegetação tem uma grande representatividade. Em alguns lugares, a presença da mata possui até mesmo importância religiosa, sendo utilizadas como retiros espirituais e rituais […]