Camerata da Osba faz a festa de mães e filhos em escola de Itapuã

Ao som de música clássica, mulheres da comunidade da Baixa da Soronha, em Itapuã, na capital baiana, participaram de uma homenagem ao Dia das Mães, celebrado no último domingo (8). Mães e filhos assistiram a apresentação da Camerata Bahia Cordas, da Orquestra Sinfônica da Bahia (Osba), na tarde desta terça-feira (10), na sede da escola Malê Debalê. A iniciativa é resultado de parceria da Osba com as Voluntárias Sociais da Bahia (VSBA), com apoio da Associação de Moradores da Baixa da Soronha.

Em meio à curiosidade por ver de perto esse tipo de apresentação, o público reconheceu algumas canções e ainda acompanhou, cantando, cantigas de roda conhecidas por adultos e crianças. Essa foi a primeira vez em que muitos estiveram próximos a instrumentos vistos apenas em filmes e fotos, como a vendedora Flávia Santos, que foi acompanhada da filha Kaylane Santos, de 11 anos. “Eu só tinha escutado música assim pela televisão e fiquei encantada. Achei muito diferente ver ao vivo, pessoalmente. Gostei muito e em homenagem ao Dia das Mães é melhor ainda”, afirmou a vendedora.

De acordo com a assistente social das VSBA, Ana Cláudia Bonifácio, há cerca de dez anos, as Voluntárias têm promovido ações para levar arte, cultura e lazer para as comunidades. “No ano passado, estivemos nessa mesma escola com o projeto Pílulas Dançadas, do Balé do Teatro Castro Alves, e agora voltamos aqui com a camerata, iniciativa que já ajudamos a levar para outros lugares de Salvador também. É muito bom perceber o quanto as comunidades recebem bem e nos apoiam nessas ações, comparecem e gostam muito”.

Ocupação de espaços

Entre uma canção e outra, os músicos esclareceram curiosidades da plateia sobre os instrumentos, mostrando a diferença entre eles, e explicaram sobre os compositores clássicos que estavam interpretando. Segundo a coordenadora do projeto de cameratas da Osba, Fátima Guimarães, o objetivo dessa iniciativa é aproximar o público da música clássica e erudita e acabar com alguns estereótipos.

“Queremos desmitificar qualquer ideia de que a orquestra é para ficar restrita aos teatros e para um tipo específico de público. Entendemos que a música é mágica, agrega todo tipo de público e é para todos, para ocupar todos os espaços. Para mães, mas principalmente para as crianças, essas oportunidades são muito enriquecedoras”, explicou Fátima.

A apresentação desta terça (10) é parte de uma série de visitas das cameratas Bahia Cordas, Quarteto Novo, Opus Lumen e Quadro Solar a diversos locais da capital baiana durante todo o mês de maio. A programação completa, com horários e locais dos pequenos concertos, está disponível no site do Teatro Castro Alves (TCA).

Fonte: SECOM

Next Post

Tubulação da Embasa rompe e deixa trânsito lento na orla de Itapuã

Um vazamento de água na orla de Itapuã, próximo a Vila Militar, deixou durante esta manhã (12/5) o trânsito lento em alguns pontos da região. Segundo a Embasa, o rompimento de uma tubulação causou o vazamento no local. Uma equipe da empresa realiza reparos no local. A previsão de conclusão […]
Foto: G1