1 de dezembro de 2020

Camisinha, lençol e barbeador: voluntários recolhem lixo na praia de Itapuã

Cerca de 100 pessoas participaram de ação na manhã da última sexta (17).

As areias da praia de Itapuã passaram por uma limpeza na manhã da última sexta-feira (17) em uma ação voluntária. E o lixo recolhido tem de tudo: camisinhas, correntes, embalagens de comida, barbeador, lençol, roupas, copo, garrafas, pratos. Cerca de 100 voluntários participaram da ação para limpar a areia da praia. Os jovens chegaram a encontrar uma tartaruga marinha e a devolveram ao mar.

“O objetivo da iniciativa é conscientizar sobre a preservação das praias e estimular a mudança de hábitos do ser humano”, explicou Fabiano Mehmeri, coordenador de desenvolvimento sócio ambiental do grupo JCPM, Shopping Salvador Norte. “Sabemos que o que os pescadores puxam na rede não é só peixe. O futuro é agora e nós somos os responsáveis por isso”, acrescentou.

Morador do bairro, Joselito dos Anjos, 37 anos, sempre joga bola na praia e reclama que a quantidade de lixo tem aumentado. “Depois que a Orla ficou bonita, as pessoas deveriam preservar, mas as pessoas continuam jogando lixo na praia”, disse.

A voluntária do Instituto JCPM, Tamires Ferreira da Silva, 18 anos, conta que começou a fazer em casa a separação do material reciclável. “Esse momento é muito legal porque as pessoas podem se tocar e ver que dá pra fazer isso todo dia, podemos conscientizar pessoas”, contou.

O professor Salomão Santana, do curso de Engenharia Ambiental (EAD) da Universidade Jorge Amado (Unijorge), aproveitou a ação para relembrar da sua infância, quando brincava Carnaval na Avenida Sete e de como a rua ficava estupida de latas de cerveja. “Hoje as latinhas estão na cadeia de valor, antigamente elas ficavam obstruindo os bueiros”, lembrou. Ainda segundo o professor,  durante o período de chuvas a quantidade de resíduos no mar tende a piorar. “Tudo o que é jogado no interior da cidade é trazido pela chuva através dos canais de escoamento, poluindo o mar”, explicou.

Cerca de 15 pescadores da Colônia Z4 de Itapuã também participaram da limpeza. “A gente limpa diariamente porque vivemos disso aqui. A prefeitura faz a parte dela e a gente faz a nossa”, Oscar Amorim da Anunciação, pescador há 36 anos na praia de Itapuã.

Todo lixo foi recolhido na ação Jogando Limpo com a Praia, do Instituto JCPM e contou com a participação de  representantes da Unijorge, cooperativa de reciclagem, Limpurb, pescadores e colaboradores do Salvador Norte Shopping.

Fonte: Correio da Bahia