27 de novembro de 2020

Carnaval e Ano Novo

coluna-olhar-nativo“Acabou ôôô, a-ca-bou…” Carnaval acabou e como dizem os baianos: “- Agora, o ano começou”.

Depois do carnaval, as expectativas para tanta folia, tanta festa acabaram. Será mesmo que tem de ser assim? Afinal, profanamente, o que é mesmo o carnaval?

Carnaval é tempo de festa, época de unir todos os corações em uma única batida, a batida da música, do amor, da alegria. Então, porque deixarmos de nos unir por um mundo mais feliz, um mundo carnavalesco com a tristeza pra outro lugar além deste espaço chamado Terra.

Carnaval é a maior festa popular do mundo, no qual não existem tribos, não existem preconceitos, todos iguais com um só intuito. Assim, deveria ser. Infelizmente, ainda existe a violência à humanidade: fome, violência moral e física, injustiças, mortes e outros fatos.

Este ano especialmente tivemos mais tranquilidade e mais paz nestas festas populares. Muito bom saber que até a Lavagem de Itapuã, a qual foi por muitos anos a mais violenta de todas as Lavagens, esse ano foi banhada com Paz e Bem. Desta mesma forma, apesar de ainda não ter ido às ruas e ainda não ter visto, as famosas e infelizes, estatísticas; o Carnaval 2014 também não fez feio.

amor
Triângulo amoroso: Arlequim, Colombina e Pierrô.  Fonte: http://mundila.wordpress.com

Então, deixo aqui o meu profundo desejo que Itapuã, Salvador, Bahia, Mundo, “comecem o ano com a alegria, paz, amor, união e todo axé e muita positividade. Se você quiser, faça da sua vida um verdadeiro carnaval: às vezes, a paixão do Pierrô irá te beijar a alma para você buscar o objetivo; outrora, use a comédia, a alegria do Arlerquim vai te abraçar no momentos mais felizes e nos mais tristes também e que muitas e muitas vezes, a Colombina tão bela e encantadora possa pegar-te de jeito para viver a vida com mais doçura e suavidade de mais e mais dias. Mais amor sempre, por favor.

Feliz 2014!