Greve dos caminhoneiros? Isso interessa a Itapuã

coluna-pense-nissoO Brasil vem acompanhando com apreensão o movimento (ou falta de movimento) das estradas. A greve dos caminhoneiros tem trazido uma série de desconfortos para o país, além da lentidão nas rodovias, tem faltado alimentos nas prateleiras dos supermercados, o serviço de correio está comprometido e o preço de quase tudo foi reajustado.

Esse movimento tem por objetivo chamar a atenção das autoridades para as condições de trabalho desses profissionais. O aumento dos preços dos combustíveis, as péssimas condições das vias e o baixo preço dos fretes são apenas alguns dos pontos reivindicados pela categoria.

.Como não estamos isolados do mundo, os moradores de Itapuã também vem sofrendo as conseqüências desse processo. A aptidão comercial do bairro é forte – temos a Feira como um dos nossos símbolos – e isso tem trazido uma série de prejuízos para as pessoas que vivem de comércio, sobretudo o comércio de alimentos, uma vez que as mercadorias não chegam nos pontos de venda e por conseqüência não há circulação monetária.

Há ainda a o prejuízo para os moradores, que não encontram mais com tanta facilidade e preços atrativos os produtos alimentícios utilizados no dia a dia e por isso se vêm com o orçamento e o cotidiano prejudicados.

Next Post

Exposição comemora 10 anos do Terreiro Ilê Àse Ojisé Olodumare na Casa da Música de Itapuã

A celebração da cultura de matriz africana na Bahia, junto com as manifestações artísticas e de identidade do terreiro Ilê Àse Ojisé Olodumare (Casa do Mensageiro), farão morada no espaço cultural Casa da Música de Itapuã. É a exposição Mojúbà – um olhar sobre o mensageiro, da fotógrafa Andréa Magnoni, que […]