Milionário que praticava saidinha bancária em Itapuã é preso

Foto: A Tarde
Foto: A Tarde

O empresário Peterson Pereira de Santana, conhecido como “Kico”, de 26 anos, cujo patrimônio familiar é estimado em R$ 2 milhões, foi preso suspeito de integrar uma quadrilha especializada em roubos na modalidade “saidinha bancária”, com atuação em Salvador e Região Metropolitana (RMS). Ele foi apresentado, junto com o comparsa Jadson Gomes Santos, o “Tóia” ou “Gordo”, 28, na tarde desta sexta-feira, 12, no auditório da Polícia Civil da Bahia, no edifício-sede da instituição, no bairro da Piedade.

A dupla foi capturada na Avenida Dorival Caymmi, no bairro de Itapuã, na terça-feira, 9. Segundo a polícia, os dois faziam parte de uma quadrilha, que vinha sendo investigada há mais de quatro meses pela 16ª Delegacia Territorial (DT/Pituba).

“Investigadores da unidade policial acompanhavam a quadrilha, na terça-feira (9), quando perceberam que Peterson e Jadson, a bordo de uma Parati Track Field, de cor prata, placa JLC-6382, planejavam executar mais um ataque”, informou, em nota, a polícia.

Conforme os agentes, os dois estavam na frente da agência do Bradesco, na Avenida Dorival Caymmi, em Itapuã, e contavam com o apoio de Thiago Cerqueira Cardoso e um homem identificado pelo prenome Luís, que estavam em uma Honda NX Falcon, placa JRD-9925, e fugiram ao perceberem a aproximação dos policiais.

De acordo com o titular da DT/Pituba, delegado Nilton Tormes, Luís é o olheiro da quadrilha, tendo como função ficar no interior da agência, observando a movimentação dos clientes para escolher uma vítima. “Caso alguém sacasse uma quantia elevada, ele dava sinal aos comparsas que atacavam o cliente já do lado de fora”, explicou o delegado. Um revólver calibre 38 e os dois veículos utilizados pela quadrilha foram apreendidos.

Peterson, que fraturou a perna em um acidente de motocicleta há seis meses, também é suspeito de roubar automóveis para revendê-los para desmanches. Conforme a polícia, ele é proprietário de um lava-jato e sócio, junto com um irmão, de uma oficina mecânica, localizados no bairro 2 de Julho. De acordo com o delegado Nilton Tormes, a família do criminoso possui também imóveis em diversos bairros de Salvador.

Ainda conforme a polícia, enquanto “Kico” já esteve preso por tráfico de drogas, o comparsa, Jadson, tem passagem pela Delegacia de Repressão a Furtos e Roubos de Veículos (DRFRV). Ambos foram autuados em flagrante por porte ilegal de arma e formação de quadrilha. A arma e os veículos apreendidos foram encaminhados para exames periciais no Departamento de Polícia Técnica (DPT).

Fonte: A Tarde

Next Post

Os benefícios do pólen de abelha

O pólen é uma pequena estrutura que representa o gametófito masculino das plantas. É para muitos insetos, principalmente as abelhas a principal fonte de alimento sólido. Essa substância tem grande importância na apicultura como fonte de proteínas, gorduras e minerais para as abelhas e como produto excedente do apiário. Para […]