Moradora publica desabafo no Itapuã City

Recebemos o texto abaixo escrito pela moradora Tereza Oliveira que faz uma reflexão sobre situações vivenciadas pelo povo soteropolitano, principalmente o itapuãzeiro. Confira:

Itapuã que falar!!! Se pronunciem amigos, gostaria de saber das suas opiniões e se alguém que estiver envolvido nessas determinações que possa dar uma esclarecida. Vamos lá…. Que ontem foi um dia interessante para reflexão. Acordo com a derrubada das árvores da Barra. Uma derrubada até agora sem alguma explicação (pelo menos para mim como uma cidadã por vezes ignorante). Depois o assunto na UNEB por um grupo de pedagogos foi, de como na copa que aconteceu na África “esconderam ” os menos favorecidos. Em Contêineres sem ventilação. Fico ouvindo por aí que vão esconder o nosso povo. Esconder já é estranho, mas fico pensando em que condições? Depois passada a copa vamos devolver para as ruas? Sim eu falei Vamos! Essa também é uma responsabilidade do cidadão. Passo pelo aeroclube e vejo aquele prédio caindo e me pergunto: Porque ainda não implodiram isso? O prédio aos pedaços me dá uma tristeza. Um lugar onde fomos muito felizes. Para finalizar: paro em CIRA de Itapuã para saborear um bom acarajé (essa iguaria que é patrimônio imaterial) e num bate papo corriqueiro com aquelas simpáticas e trabalhadeiras baianas que ajudam Cira , fico sabendo que toda a região de vendedores, Coco, Beijú, Pastel, o Barzinho da praça e as três baianas receberam uma AUTUAÇÃO ( eu vi, e li, ela é verdadeira) que determinava a desocupação da área em 10 dias. Me perguntei: Como assim? Qualquer ser humano para desocupar uma área não tem direito a um tempo maior? E mais, como que um ponto turístico se desfaz assim? Para ser justa na minha colocação, está na promessa, uma relocação. Quando? Enquanto isso o que fazem as pessoas que trabalham lá? Existe a promessa da antiga feira de Itapuã, em virar um espaço digno para relocar os comerciantes, Na verdade ainda não aconteceu e está servindo como banheiro público a céu aberto. Como cidadã e moradora de Itapuã peço que tentemos de alguma forma deixar as pessoas que moram nessa linda cidade dormir em paz. . A intenção é fazer chegar ao Prefeito, aos vereadores, aos deputados que intervenham nessas atitudes autoritárias. Isso não combina com o povo Baiano, com o povo Brasileiro que graças a Copa do mundo descobrimos que somos Ricos, Muito Ricos e não precisamos dessas atitudes invertidas, DEFINITIVAMENTE !!!! Vamos passar uma tarde em Itapuã como ela se caracteriza !!!Bela poética e com as pessoas trabalhando.

Por Tereza Oliveira via Facebook

Next Post

Orla de Itapuã: baianas serão realocadas durante obra, mas não há definição para quiosques

Após notificação da Secretaria Municipal da Ordem Pública (Semop), que determina a saída das baianas de acarajé e demais quiosques de Itapuã em dez dias, comerciantes pedem esclarecimentos. Eles afirmaram que não receberam qualquer aviso prévio sobre o início das obras de requalificação da Orla. Além disso, reivindicam o prazo […]