Mulheres que amam demais podem buscar ajuda em Itapuã

Redação

mulher-pensativa red

Com o objetivo de recuperar mulheres da dependência de relacionamentos destrutivos e ensiná-las a se relacionarem de forma saudável consigo e com os outros, o grupo M.A.D.A (Mulheres que Amam Demais Anônimas), atua há 20 anos. A irmandade realiza reuniões semanais em vários cantos do Brasil e do mundo. Em Salvador, o M.A.D.A. possui três núcleos, sendo um deles localizado em Itapuã.

“O grupo funciona através da ajuda mútua, sendo similar ao grupo Alcóolicos Anônimos. Nos encontros, o programa norteia as mulheres, não necessariamente aquelas com relacionamento afetivo, mas também relacionamentos entre mãe e filho, por exemplo. São trabalhados os 12 passos e 12 tradições dos alcóolicos anônimos, que é a célula-mãe de todos os grupos de ajuda mútua”, afirma Andreia (nome fictício), uma das coordenadoras do grupo em Salvador.

“A partir de uma experiência pessoal e, sem dar conselhos ou fazer interpretações psicológicas, é oferecida ajuda. Mesmo que não encontre ninguém nas mesmas condições que as suas, poderá se identificar com a forma com que muitas das mulheres sentem os efeitos que a dependência de pessoas produz em suas vidas”, completa Andreia.

As reuniões em Itapuã são feitas às segundas-feiras pelo grupo Superação. O encontro acontece na Vila Militar da Aeronáutica, no Colégio Estadual Jeny Gomes, atrás do clube Cassas, das 19h às 21h.

Às quintas-feiras, o grupo Esperança se reúne na Rua Guedes Cabral, 143 – Rio Vermelho, na Igreja de Santana, das 19h às 21h.

Já aos sábados, o grupo Vitória se encontra na Rua Campinas de Brotas, 737, Fim de Linha de Brotas, no Mosteiro Nossa Senhora da Conceição, das 15h às 17h.

Fonte: ItapuãCity

 

Next Post

Sarau de Itapuã com participações da Orquestra de Violões UFba, Durval Caldas e Virginia Lane e Rafael França