Não deu!

coluna-rubro-negra

622_c817040c-76c1-36bc-b062-3f89bb4d4f83Não deu! Graças a péssima e tendenciosa arbitragem de Anderson Daronco, o Vitória saiu do Morumbi sem pontuar. O árbitro gaúcho não economizou o apito ao assinalar faltas inexistentes nas proximidades da área do leão, além é claro, de não marcar uma falta escandalosa sobre Wilson, no lance que definiu o jogo.

O Vitória não fez uma boa partida, é verdade, mais não podemos tirar o mérito da equipe que marcou 2 gols em pleno Morumbi, do outro lado, apesar da má fase, estavam Muricy, Ganso, Luis Fabiano etc. O rubro-negro buscou duas vezes o empate, 1×1 e 2×2, e teve nos pés de Vander a chance da virada, a propósito não entendemos a entrada de Vander nesta partida, ele que havia perdido a vaga de 12° jogador para William Henrique, acabou sendo privilegiado aquela noite. Cajá esteve omisso, como sempre, Escudero foi importante na marcação auxiliando Cáceres e Juan, mais é pouco para um jogador que tem o poder de criação e infiltração dele, destaco positivamente a entrega de Dinei, e a lucidez de Luiz Gustavo(o garoto tem futuro!).

Apesar do resultado negativo, fechamos a rodada na mesma posição(6° colocado), oque mostra a importância da sequencia de pontos que adquirimos nas ultimas rodadas. O Vitória tem agora a chance de marcar 9 pontos em casa, são 3 partidas consecutivas em Salvador, a primeira delas na Arena Fonte Nova, onde enfrenta um adversário limitado e que apenas sonha em não cair, e dois jogos em sequencia no Barradão, onde enfrenta Coritiba e Botafogo, duas equipes em queda livre no campeonato.

Sei que o futebol é uma “guerra”, como diz meu avô, mais temos que assumir com responsabilidade o papel de favoritos nas 3 próximas rodadas, e buscar os 9 pontos! Sigo crendo, rumo ao G4!

Next Post

A bênção da água do mar

Seja cristão, espírita ou ateu, é tradição entre os frequentadores da praia tocar a água e fazer o sinal da cruz antes de entrar no mar. De fato, muitas dessas pessoas fazem esse gesto por força do hábito e sequer se dão conta do que realmente estão fazendo, mas, ainda […]