5 de setembro de 2020

O garoto Renato, Russo

coluna-arteculando

O cenário cinematográfico brasileiro chega com brilhantes cinebiografias. Depois de “Cazuza – O Tempo não para” (2004), “Raul – Início o fim e o meio” (2012), Gonzaga – de pai para filho (2012), em 2013 o público brasileiro cai de cabeça na história do garoto Renato Russo em “Somos Tão Jovens”.20130424090925779342u

O Filme dirigido por Antonio Carlos da Fontoura, apresenta o jovem de Brasília Renato Manfredini Junior, o Renato Russo em plena adolescência revelando seu lado idealista, rebelde, poético e é claro sua genialidade musical.

Num Brasil do final dos anos 70 e início de 80, onde a ditadura comandava o país, Renato transpassa sua indignação pela injustiça em forma de músicas.

Interpretado por Thiago Mendonça, trazendo para as telonas o verdadeiro Renato na maneira de falar, dançar e se expressar com uma realidade impar.

Filme já arrecadou R$ 5,8 milhões em renda, levando um público 471,5 mil para os cinemas, superando a estréia de ‘Cazuza – O tempo não para’ (2004), em sua primeira semana.