Ballet Florita insere crianças e adolescentes na dança em Itapuã

Foto: Apresentação na Casa da Música

Há seis anos, a professora de dança Rita Souza (45) criou o projeto Ballet Florita, uma iniciativa que promove aulas de dança para crianças e adolescentes de Itapuã. No início, com poucos recursos, Rita ensinava ao ar livre na região do Abaeté. “Nessa época cada aluno contribuía como podia, apenas para suprir o básico”.

Com o tempo, a professora passou a ministrar aulas particulares, o que possibilitou instalar o projeto recentemente numa sala alugada na Escola Calazans Neto. Atualmente, Rita é professora de 31 alunos que aprendem uma lista de modalidades: ballet, dança a caráter, flamenca, de salão, contemporânea e jazz. “Estamos juntando recursos e o próximo passo é abrir uma academia própria”, diz.

Segundo Rita, o trabalho voluntário enfrenta preconceitos. “Além disso, não temos apoio de ONGs, nem órgãos”, afirma Rita.

A professora afirma que a partir dos três anos é possível começar no ballet, idade em que a criança já tem formação corporal adequada. “O ballet não é apenas uma dança, ajuda na postura, conduz o corpo a ter leveza, firmeza e disciplina”, completa a professora.

Foto : Alunas do Ballet Florita

Next Post

Itapuã deve conhecer projeto de revitalização da Orla ainda este mês

A reforma da Orla, na extensão do bairro de Itapuã vai finalmente ter o primeiro capítulo. Em entrevista ao ItapuãCity, o subprefeito de Itapuã Jaqson Souza, declarou que até o final de janeiro, os moradores poderão conhecer o projeto de revitalização. “A pretensão é que transforme a vida dos comerciantes […]