17 de junho de 2020

Com atraso de 2 meses, Mercado de Itapuã só deve abrir em agosto

No dia marcado para a abertura do revitalizado mercado de Itapuã, ambulantes vendiam lambreta, amendoim cru – e ainda sujo de terra – e cocos secos, a 30 metros dos tapumes metálicos que ainda cercam o espaço. O feijão de dona Gil, conhecida como Nega, fazia sucesso na pracinha ao lado da 12a delegacia do bairro. Atrás dela, uma placa metálica verde de quase 15 metros quadrados anuncia, para 14 de junho de 2015, a conclusão das obras do novo mercado de Itapuã, com três pavimentos e 55 boxes. A revitalização tem verbas federais e investimento municipal. A Superintendência de Conservação e Obras Públicas da Prefeitura de Salvador informou a este blog que a construção ficará pronta só no mês de agosto. “Sessenta dias de chuvas torrenciais na cidade impactaram o andamento da obra, causando atraso nos serviços”, registra a nota da Sucop.

mercado2

O atraso prolonga uma história de mais de dois anos, desde que o equipamento foi demolido, em maio de 2013. O teto de um dos boxes já tinha desabado em fevereiro de 2012. O projeto é executado pela Qualy Engenharia e, segundo a Sucop, o “valor da obra é $4.663.196,22, sendo $3.366.445,44 com recurso da própria Prefeitura Municipal e $1.296.750,78 do Governo Federal” e não terá aditivos em função de atraso.

mercado1

O mercado de Itapuã atende a comunidade desde 1951.

Veja em vídeo a frustração de moradores e comerciantes com o atraso na entrega da obra:

A íntegra da nota da Sucop

A Superintendência de Conservação e Obras Públicas informa que o Mercado de Itapuã estará concluído no próximo mês de agosto. Sessenta dias de chuvas torrenciais na cidade impactaram o andamento da obra, causando atraso nos serviços. Quanto ao valor da obra é $4.663.196,22, sendo $3.366.445,44 com recurso da própria Prefeitura Municipal e $1.296.750,78 do Governo Federal.
A Secretaria de Ordem Pública informou que “serão 55 boxes, sendo que 27 serão preenchidos por antigos permissionários e os demais serão licitados. O processo será devidamente informado pela Semop por meio do Diário Oficial do Município.”
Fonte: Aratu Online