Exemplo a ser seguido

coluna-pense-nisso

Andando pela cidade de Salvador nos deparamos com uma série de problemas próprios das grandes metrópoles: trânsito intenso, poluição nas mais variadas formas, excesso de concreto e ausência de áreas verdes. Esse cenário é fruto de um modelo urbano que entende o progresso como algo relacionado às grandes construções e transformação do ambiente natural.

Em Salvador, no entanto, encontramos também bons exemplos de pessoas, grupos, entidades que almejam construir uma cidade mais harmônica do ponto de vista socioambiental. Uma dessas iniciativas pode ser vista na região do Iguatemi. No ponto mais urbano da capital baiana, onde se concentram grandes edifícios e dois dos principais shoppings centers da cidade, foram plantadas e identificadas através de placas mudas de espécies da Mata Atlântica.

Além do apelo ambiental, esse gesto serve também como uma aula para aqueles que se interessam em conhecer as espécies da nossa flora. Muitos conhecem o pau brasil ou os ipês apenas das aulas de História, e hoje em dia, com o modelo de vida que vem vigorando, esse desconhecimento é cada vez mais comum.

Outros bairros de Salvador precisam de intervenções como esta, afinal de contas, boas idéias precisam ser difundidas. A nossa cidade será mais bonita e o nosso clima ainda mais agradável quando nos depararmos com as árvores, tão comuns nas nossas terras antes da chegada dos colonizadores, enquanto caminharmos pelas vias da Boca do Rio, Pituba, Ribeira, Itapuã, e pudermos sentir usufruir dos bons frutos da preservação.

Vamos plantar árvores.

Next Post

Jovens de Itapuã se destacam através do hip-hop

O bairro de Itapuã sempre possuiu uma riqueza musical muito grande, pelo local já passaram grandes poetas, compositores e músicos. A tradição ainda continua, e quem mora no bairro sabe da diversidade de grupos criados de todos os gêneros. Entre várias bandas criadas no bairro, um grupo de jovens de […]