Projeto indica aquisição de embarcações para o Parque Metropolitano do Abaeté
   

Projeto indica aquisição de embarcações para o Parque Metropolitano do Abaeté

abaeté

O avanço das baronesas e salvínias que cobrem parte significativa da Lagoa do Abaeté, e tem sido motivo de diversos mutirões de limpeza promovidos pela comunidade nos últimos anos, chamou atenção da Assembleia Legislativa da Bahia. Através do projeto de indicação 25840/2022, o deputado estadual Marcelino Galo (PT) destacou a necessidade de aquisição de embarcação miúda para servir à manutenção do Parque Metropolitano Lagoas e Dunas do Abaeté localizado no bairro de Itapuã.

“As baronesas e salvínias são plantas aquáticas bioindicadoras de poluição. Em grande quantidade, pode comprometer a vida da lagoa, pois falta oxigênio”, explicou o parlamentar.

Abaeté

O Parque Metropolitano do Abaeté está situado dentro de uma Área de Proteção Ambiental (APA), composto por dunas, lagoas e vegetação nativa, com exatos 12.870m2 de área e é administrado pelo Instituto do Meio Ambiente e Recursos Hídricos do Estado da Bahia (Inema). A Lagoa do Abaeté, cujas áreas escuras cortam o Parque, é um dos principais cartões-postais da Bahia com o seu lindo contraste criado pelo entorno de areia branca.